Reconhecimento Internacional do Laboratório Regional de Veterinária na Ilha Terceira deve ser ainda mais potenciado

O PS/Açores mantém a aposta para aumentar o reconhecimento internacional do Laboratório Regional de Veterinária dos Açores, garantiu Francisco César depois de uma visita à infraestrutura: “Trata-se de um investimento num laboratório com um enorme prestígio e reconhecimento. Um reconhecimento local, regional, nacional e até internacional (…) O que temos que fazer é aumentar o número de valências para o futuro, de forma a que a utilidade deste laboratório ainda possa vir a ser maior”.  

O Presidente do Grupo Parlamentar do PS/Açores visitou esta terça-feira o Laboratório Regional de Veterinária dos Açores, na Ilha Terceira, onde destacou os “investimentos que têm sido feitos nos últimos anos”, por forma a assegurar que “este Laboratório é o garante de várias matérias na Região, de funcionamento de várias áreas na nossa Região”.

“Para além da infraestrutura que temos aqui, só em 2019 foram investidos cerca de 2 Milhões de Euros e temos hoje 72 colaboradores a trabalhar – colaboradores especializados, ou seja, quem cá trabalha tem formação especifica e acrescenta valor no trabalho que tem”, sublinhou, referindo-se aos profissionais com diferentes qualificações que têm credenciação especializada.

Francisco César realçou, também, a importância que o trabalho desenvolvido pelo Laboratório tem para “que os principais setores da nossa economia funcionem bem”, nomeadamente, porque “garante a sanidade animal, a saúde da nossa área agrícola, garante também a higiene e a segurança alimentar”. Para além das análises e dos certificados e qualidade – “dos alimentos que comemos, de origem animal e que nos são servidos”, o Laboratório Regional também assegura “a marca que a Região tem, de qualidade ambiental e de qualidade relacionada com a natureza da nossa Região”.

Apesar de considerar que é importante que 56 das 125 analises efetuadas no Laboratório já tenham acreditação internacional, Francisco César considera que é importante ir ainda mais longe, “nós necessitamos de acrescentar investimento e é isso que nós nos propomos realizar no futuro, ou seja, nós o que temos já é muito bom, é fundamental para a economia, mas o sentido que faz este laboratório é continuarmos a investir, naturalmente, nas valências que ele pode acrescentar em termos de serviço”.

foto/DR

AExpresso Online