Lara Martinho critica visão “unilateral e pessimista” dos deputados do PSDA na República

Debate do Estado da Nação

A deputada do Partido Socialista dos Açores à Assembleia da República criticou, a visão “unilateral e pessimista” do deputado António Ventura, que ignorou “aspetos fundamentais, que permitiriam uma visão global e integrada do crescimento e desenvolvimento que a nossa Região tem conhecido nos últimos anos, fruto de um esforço de todos os Açorianos”.

Lara Martinho, que intervinha na reunião plenária em resposta à declaração política do deputado do PSD/Açores, recordava à oposição que os Açores são reconhecidos na União Europeia pelo seu desenvolvimento e pelo trabalho que tem sido feito em prol dos Açorianos

“Recordo que os Açores foram a região que mais convergiu com a União Europeia, que a nossa taxa de desemprego é a mais baixa do país, 4,9%, que a nossa população empregada e a população ativa antes da pandemia era a maior da nossa história, que temos uma rede social sem paralelo no país, que no ano passado a Região registou uma diminuição de mais de três mil beneficiários do Rendimento Social de Inserção e que na educação há uma acentuada diminuição dos abandonos em todos os ciclos”, referiu a parlamentar.

A vice-presidente da bancada do GPPS destacou ainda o reconhecimento que todas os Açorianos fazem da ação do Governo na gestão da pandemia, quer na proteção da saúde dos Açorianos, mas também nas medidas implementadas de apoio social, aos trabalhadores e às empresas.

“Foram mais de 70 medidas extraordinárias, algumas complementares às medidas nacionais e que permitiram uma resposta única atempada, eficiente e concreta aos Açorianos, às empresas e trabalhadores”, afirmou.

Para ultrapassar esses desafios, a socialista relembrou o lançamento da Agenda para o Relançamento Económico e Social da Região que com 250 medidas, complementares à “Visão Estratégica para a Recuperação Económica de Portugal”, permitem garantir a recuperação da Região, sublinhando ainda o conjunto de fundos europeus que, fruto do resultado das negociações, será “um instrumento crucial para a implementação desta estratégia, sendo não só um exemplo claro da solidariedade da República, como acima de tudo uma oportunidade única e uma responsabilidade impar que temos para o futuro”.

Nesse sentido, a socialista questionou o deputado do PSD/Açores relativamente se está o “PSD disponível para alterar o rumo a que nos tem habituado nos últimos anos, com propostas concretas, que valorizem efetivamente os Açores e que possam contribuir para o desenvolvimento da nossa Região”.

foto/DR

AExpresso