SMPCPV lança projeto “Vulnerabilidades aos Perigos Hidrológicos”

Autarquias Regional Sociadade
Foto/DR

O Serviço Municipal de Proteção Civil da Praia da Vitória (SMPCPV) desenvolveu um projeto de prevenção de riscos hidrológicos, a implementar nas  dez  freguesias e Vila do Concelho. A apresentação do mesmo, intitulado “Vulnerabilidades aos Perigos Hidrológicos”, decorreu na passada quinta-feira, 01, na sede do SMPCPV, no âmbito de uma reunião com os presidentes das juntas de freguesia.

“A concretização deste projeto permitir-nos-á avaliar os riscos associados a fenómenos hidrológicos extremos, como inundações, e sensibilizar a comunidade para a importância da prevenção, aumentando a capacidade de resiliência da mesma”, adiantou Carlos Armando Costa, vereador com competência na área da Proteção Civil.

“Pretendemos reunir regularmente com os responsáveis das juntas de freguesia, enquanto representantes locais, a fim de definir medidas que contribuam para mitigar os impactos de uma catástrofe natural, das quais destaco a limpeza de bueiros e ribeiras e a requalificação de algumas infraestruturas”, explicou.

“A escolha desta data para apresentação do projeto deve-se ao facto de hoje se comemorar o Dia Mundial da Proteção Civil, uma efeméride que devemos assinalar, evidenciando o papel preponderante da Proteção Civil na redução dos efeitos provocados por um acidente grave ou catástrofe natural e no reforço da segurança e bem-estar da comunidade”, enfatizou.

Durante o encontro, o autarca fez ainda referência à elaboração de um plano com ações de manutenção, responsabilizando as diversas entidades a intervirem de acordo com a própria área de atuação.

“É importante frisar o papel que as entidades locais desempenham numa situação de emergência, tendo em conta a sua proximidade com a população, assim como o conhecimento do terreno e vulnerabilidades do mesmo. Deste modo, temos apostado no melhoramento da articulação de todos os agentes de Proteção Civil do Concelho, através da realização de formações e simulacros, para garantirmos uma maior celeridade na resposta a possíveis ocorrências”, sublinhou.

GP CMPV/AçoresExpresso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.