António Ventura quer o fim de “políticas de marca branca” nos Açores

 

O deputado do PSD/Açores na Assembleia da República criticou hoje, em Vila Franca do Campo, a utilização de “políticas de marca branca” nos Açores, na tentativa de resolver os problemas dos açorianos.

“Basta de políticas de marca branca. Basta de políticas importadas. Temos de ter a capacidade de criar uma identidade própria, de criar políticas para os problemas que nós temos, quer com o dinheiro que vem do Orçamento do Estado, quer com os fundos comunitários, quer com o dinheiro dos impostos do açorianos”, afirmou António Ventura, na sua intervenção no 23º Congresso Regional do PSD/Açores.

No entender do social democrata, “este é o nosso desafio daqui para frente, ser diferentes, sem copiar ideias”.

Concretizando, o, também, presidente da Comissão Política de Ilha do PSD na Terceira realçou que “ter açorianos em programas temporários de emprego é uma política de marca branca, ter uma secretaria regional da Agricultura que apenas distribui o dinheiro que vem da Europa não é ter uma identidade própria”, sublinhando que mudar este paradigma “é o desafio de Alexandre Gaudêncio, enquanto presidente do PSD/Açores”.

Olhando para dentro do Partido, António Ventura criticou igualmente a desresponsabilização do detentores dos cargos políticos nas derrotas sofridas pelo Partido na Região.

“Aqueles que, durante as campanhas eleitorais, dizem que estão com o líder, que estão com o projeto, após as eleições são os primeiros a dizer que não tiveram nada a ver com isso”, referiu, salientando que “fugir à responsabilidade é um ato de hipocrisia muito grande que tem de acabar no PSD”.

Para Ventura, “é difícil ser líder do PSD neste PSD”.

Dirigindo-se ao novo líder regional, o social democrata terceirense considerou que a humildade e a simplicidade são qualidades que o caracterizam.

“Se há algo que carateriza o Alexandre Gaudêncio, se há algo que nos vai levar a bons resultados em 2020 é a sua humildade, a sua simplicidade. Hoje, em dia, os eleitores procuram isso, a humildade, a simplicidade e a acessibilidade”, caracterizou António Ventura, acrescentando “não ter dúvidas” que o PSD irá governar nos Açores em 2020.

 

AExpresso Online