Fake news de Sérgio Ávila chegaram ao Conselho de Ilha na terceira afirmam os conselheiros de ilha do PSD

Os conselheiros de ilha do PSD acusaram ontem o Governo Regional de uma “total falta de acolhimento às preocupações do Conselho de Ilha”, referido mesmo que “pudemos assistir a mais um episódio de fake news, com a apresentação de factos alternativos da realidade terceirense, por parte do vice presidente, Sérgio Ávila”, afirmam.

Após a reunião do executivo açoriano com o Conselho de Ilha local, foi o deputado regional Luís Rendeiro a referir que “Sérgio Ávila disse que o emprego e a economia da Ilha Terceira cresceram depois da saída dos americanos da Base das Lajes e que, como tal, a ilha não reúne os critérios para a criação de uma Zona Económica Especial (ZEE) no eixo Porto da Praia-Base das Lajes”, adiantou.

“Quem diz isto é o mesmo governo que criou o Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT) que, pelos vistos, não tinha razão de ser, uma vez que não havia crise”, critica o parlamentar.

Luís Rendeiro questiona assim, “como é que se vai poder reivindicar um cêntimo de compensação que seja à República, aos americanos, ou a quem quer que seja, depois destas declarações do vice presidente do governo?”, frisou.

Estiveram também presentes o deputado regional César Toste, assim como os deputados municipais Luís Brasil (Angra do Heroísmo), Paulo Luís (Praia da Vitória e Rómulo Correia (pelos presidentes de junta de freguesia), que  assistiram à confirmação, por parte do Secretário com a tutela da Ciência, do “esvaziamento” da importância do projeto do Air Center, “que está mais que visto,  já não é uma prioridade”, disseram.

No setor dos Transportes, e no que toca “às infraestruturas necessárias para a Terceira, nomeadamente tudo o que diz respeito ao porto da Praia da Vitória, ficamos com a certeza de que os investimentos se continuarão a arrastar ao longo de 2019”, lamentaram, antevendo que “o que teremos em breve, e que nos preocupa, é que nenhuma das medidas do memorando do Conselho de Ilha ficará concluída em 2019”, afirmam.

No campo da Saúde, os conselheiros do PSD presentes sublinharam que “se confirmam os maiores receios, face ao total desinteresse do governo sobre a instalação da Radioterapia na Terceira”.

Também questionado foi o atraso “sem explicações” da construção de uma rampa Ro-Ro no Porto das Pipas, “sobre a qual não se entende o que mais falta estudar para termos a rampa instalada”, adiantaram.

Os social democratas lamentaram ainda que o presidente do Conselho de Ilha, “com o silêncio cúmplice dos presidentes das duas câmaras municipais”, tenha permitido que o governo “subalternizasse por completo as suas funções durante toda a reunião de ontem”, concluíram.

 

AExpresso Online