Novo Ramal na Estrada Regional em São Carlos, na Terceira, vai melhorar circulação e resolver congestionamento de tráfego, assegura Ana Cunha

A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas afirmou hoje que a construção do Ramal da Estrada Regional n.º 6 – 2.ª, em São Carlos, na Terceira, numa extensão de cerca de 300 metros, com início na Rotunda da Canada das Almas e terminando na Canada dos Cinco Reis, “além de contribuir para a melhoria da circulação nesta zona de Angra do Heroísmo, vai igualmente resolver os problemas de congestionamento e segurança do Caminho do Meio”.

Ana Cunha, que falava no lançamento da primeira pedra desta empreitada, cerimónia que foi presidida pelo Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, salientou que, “com este investimento, que ronda cerca de 800 mil euros, se dá mais uma resposta concreta e eficaz a uma necessidade específica da população desta ilha”, já que “o aumento do volume de tráfego nas vias circundantes à EBS Tomás de Borba, designadamente nesta estrada regional, obrigava à introdução de melhorias nas condições de circulação e de acessos”.

Nesta empreitada foi ainda contemplada uma ligação, do tipo intersecção em cruzamento de quatro ramos, com a Canada Nova, “existindo o cuidado de o seu dimensionamento prever várias alternativas no sentido do trânsito, a avaliar no futuro, no acesso a São Carlos, em particular, e na circulação em direção ao lado oeste da ilha, em geral”, adiantou a titular da pasta das Obras Públicas, acrescentando que também se garante o escoamento das águas pluviais para a rede existente na ligação da rotunda da Canada das Almas.

“Através da instalação de uma vala longitudinal para esse escoamento de águas, será ainda salvaguardada a implantação de uma adutora de abastecimento de água, intervenção que será realizada em cooperação com os Serviços Municipalizados de Angra do Heroísmo”, disse a Secretária Regional.

Ana Cunha valorizou este aspeto, “porque ele resulta de uma parceria com a autarquia de Angra do Heroísmo, ou seja, entidades públicas a trabalhar em conjunto, no melhor aproveitamento dos recursos, com vista a dar as melhores respostas às populações que servem”.

“Acredito que, no âmbito das nossas competências e no limite dos nossos recursos, é também graças a esta cooperação efetiva entre as diversas entidades, que conseguimos que os Açores sejam mais desenvolvidos e coesos”, frisou.

Relativamente a esta obra, estão também previstos trabalhos de construção civil para a iluminação pública, a implantar futuramente nos passeios, numa empreitada adjudicada à empresa TRANSJET, Construções e Transportes, Lda. por 460 mil euros, e um prazo de execução de 180 dias.

“Quando este novo ramal da Estrada Regional n.º 6 – 2.ª se encontrar concluído será possível a circulação em sentido único no Caminho do Meio de São Carlos e, assim, garantir melhores condições de segurança na circulação de peões e viaturas”, frisou a Secretária Regional, lembrando que, no âmbito da beneficiação e melhoramento das estradas regionais, “desde 2014 foram investidos em obras de requalificação, manutenção e conservação de estradas regionais, aqui na ilha Terceira, cerca de quatro milhões de euros, sendo que o investimento previsto realizar no próximo ano para intervenções na rede viária regional nesta ilha ascende a cerca de dois milhões de euros”.

 

GaCS/AExpresso Online