Terminal de Cargas das Lajes vai estar ao serviço dos empresários e reforçar capacidade exportadora da Região, afirma Vasco Cordeiro

O Presidente do Governo Regional presidiu durante o dia de ontem ao lançamento da construção do Terminal de Cargas do Aeroporto das Lajes, um investimento superior a 4,5 milhões de euros que garante aos empresários melhores condições para exercerem a sua atividade, reforçando a capacidade exportadora da Terceira e da Região.

“Este momento constitui, sobretudo, o início de uma nova fase de criação de condições para que, do ponto de vista económico, os empresários da Terceira e da Região tenham melhores condições para o desenvolvimento da sua atividade, no fundo, para o fortalecimento da capacidade exportadora da Terceira e da Região”, afirmou Vasco Cordeiro.

No segundo dia da visita de trabalho do Governo à Terceira, Vasco Cordeiro adiantou que foi, assim, dado um “passo concreto e decisivo nesta obra que, como é público, conheceu algumas vicissitudes ao longo do tempo”.

“Esta é uma obra que, para além do significado e da importância concreta que tem para a ilha Terceira e para a Região, tem também um profundo significado político”, destacou Vasco Cordeiro, realçando, desde logo, a cooperação entre diversas entidades e a conjugação de diversas vontades, que permitiu que fosse possível, paulatinamente, ir ultrapassando vários obstáculos.

Despois de salientar que este será um Terminal de Cargas bem dimensionado, moderno e adequado às necessidades da Terceira e da Região neste domínio, o Presidente do Governo salientou que o arranque desta obra é também uma “vitória da determinação, do empenho e da persistência do Governo dos Açores para a sua concretização”.

“Não foram poucos, nem foram pequenos, os obstáculos que, muitas vezes, tivemos de enfrentar e ultrapassar para a concretização desta obra”, afirmou o Presidente do Governo, recordando as questões técnicas e de procedimentos deste processo.

“Mas também, em alguns casos, aqueles que foram obstáculos de natureza política de muitos que, sabendo a razão pela qual este investimento levou tanto tempo a amadurecer, não se inibiram de tecer acusações que, conforme hoje se prova, eram desprovidas de sentido”, sublinhou.

Segundo disse, a “vontade, a determinação e o empenho do Governo dos Açores em realizar esta obra de importância fundamental para a ilha Terceira e para a Região foi, e é, o garante de que entramos agora na fase definitiva da sua concretização”.

Na sua intervenção, Vasco Cordeiro considerou, por outro lado, que este investimento, na prática, representa a criação de novos instrumentos e novos mecanismos para facilitar a vida aos empresários da Terceira, mas também de todos os que serão servidos por esta infraestrutura.

Este investimento vai permitir melhorar e reforçar o fluxo e o movimento de mercadorias no Aeroporto das Lajes, estando prevista a construção de dois edifícios, sendo um destinado ao terminal e outro albergará os transitários e armazéns independentes.

No último dia da visita à Terceira, o Presidente do Governo visitou ainda a quarta etapa da requalificação do Bairro de Nossa Senhora de Fátima, na Praia da Vitória, que inclui a construção de 24 novas casas, no âmbito do investimento global, nesta segunda fase, de mais de 6,7 milhões de euros.

 

AExpresso Online