Avelino Meneses afirma que Plano de investimentos para a cultura cresce 33% em 2019

O Titular da Pasta da Educação e Cultura, Avelino Meneses realçou hoje, em Ponta Delgada, que cerca de 2,3% do Plano de Investimentos previsto para 2019 será afeto ao setor da cultura.

Avelino Meneses, que falava à margem da reunião do Conselho Regional de Cultura, frisou o esforço do Governo dos Açores na área da cultura, numa altura em que, em Portugal e também pela Europa, os agentes culturais “reivindicam 1% para gastos com a cultura”.

Para o Secretário Regional, isto significa que, neste caso, os Açores “estão efetivamente à frente”.

O plano de investimentos da cultura, que esteve em análise na reunião dos conselheiros para o setor, regista de 2018 para 2019 um aumento de 13,5 milhões para cerca de 18 milhões de euros, o que, em termos relativos, significa um aumento de mais de 33%.

Estes aumentos, de acordo com Avelino Meneses, são justificados com o lançamento da empreitada da segunda fase do Museu Carlos Machado, em Ponta Delgada, e também da revisão em curso para posterior concurso do Museu da Construção Naval, em Santo Amaro, no Pico.

Com estes investimentos, os Açores encontram-se numa “fase de conclusão” de um objetivo considerado “fundamental”, que é o de “dotar cada umas das ilhas com um museu de referência”, salientou o Secretário Regional.

Avelino Meneses frisou que esse propósito está a concretizar-se, nomeadamente com a inauguração no verão passado do Núcleo Museológico de Vila do Porto, em Santa Maria, com a inauguração, para breve, do Museu do Tempo, que é a primeira edificação do Ecomuseu do Corvo, e com a prossecução das obras do Museu Francisco de Lacerda, em S. Jorge.

 

AExpresso Online