Santa Clara-Benfica, 0-2

Com um Benfica a querer repetir a receita usada contra Rio Ave e o Santa Clara a pretender regressar à senda de vitórias, esperava-se, no Estádio de São Miguel, um jogo de emoções fortes. Mas, a realidade é que durante os primeiros 20 minutos da partida a dinâmica de jogo esteve longe de corresponder a essa expectativa.

Ter-se-ia de aguardar pelo minuto 21 para assistir ao começo de um futebol mais ritmado e emotivo. Foi Seferovic, que tinha tido nos pés a primeira oportunidade de golo da partida, que protagoniza essa viragem ao inaugurar o marcador. Um passe em profundidade de André Almeida e uma «escorregadela» do antigo jogador do Benfica, Fábio Cardoso, garantiram via verde  ao avançado suíço, que rematou deixando o guardião das redes açorianas sem qualquer margem de contenção.

Regressados do intervalo e em inferioridade numérica, os açorianos acabaram por não demorar muito a sofrer mais um golpe na moralização da equipa para correr atrás do prejuízo. Estavam decorridos apenas três minutos do segundo tempo quando Jardel, na sequência de um canto batido por Pizzi, dispara de cabeça para o fundo das malhas de Serginho. E o terceiro golo do Benfica por pouco não aconteceu nos dez minutos seguintes. Nesse intervalo de tempo, a equipa orientada por Bruno Lage teve quatro oportunidades flagrantes para marcar.

 

foto/DR

AExpresso Online