Artur Lima líder do CDS-PP afirma que é dever do Estado e da União Europeia olhar para as autonomias

O Presidente do CDS Açores, Artur Lima, encontra-se na Madeira, no Encontro das Autonomias, organizado em conjunto com o Presidente do CDS Madeira, Rui Barreto.

Para o Presidente do CDS Açores, Artur Lima, o Encontro das Autonomias é um passo decisivo que o CDS Açores e o CDS Madeira deram na defesa das autonomias. O líder do CDS salientou que é “preciso chamar à atenção da República e da União Europeia”, para que “venham ao encontro das nossas autonomias, uma vez que, muitas vezes, andam afastados da realidade das nossas regiões autónomas”.

No decorrer da manhã, em visita ao Porto Comercial do Caniçal, em que foram analisados os constrangimentos das regiões autónomas e as possíveis soluções ao nível da operacionalidade da carga marítima, Artur Lima referiu que no passado existiam ligações marítimas entre o Continente português e as regiões autónomas, e que, hoje, infelizmente, “numa altura em que se fala em continuidade territorial, bem como em solidariedade nacional e europeia, e numa altura em que “há subsídios para tudo”, paradoxalmente não existem ligações marítimas, o que para o CDS “é demasiado grave”.

“É necessário, possível e urgente, e deixamos o nosso apelo para que assim seja, que se estabeleça uma ligação marítima Lisboa – Funchal – Açores, na ótica de que possamos conviver mais. Foi este primeiro passo que quisemos dar, em nome da continuidade territorial e da solidariedade nacional e europeia. Não têm que inventar nada nem nos dar nada. Apenas têm que dar aquilo a que temos direito. É o dever da União Europeia e o dever do Estado Português” – concluiu o Presidente do CDS Açores.

 

foto/DR

AExpresso Online