Universidade de Massachusetts Lowell tem interesse em ser parceira do AIR Centre

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia adiantou hoje que “existe interesse” por parte da Universidade de Massachusetts Lowell em se associar ao AIR Centre, havendo, neste sentido, a possibilidade de uma visita, em junho, de uma comitiva desta instituição norte-americana aos Açores com o propósito de “conhecer o sistema científico regional, o trabalho de investigação que se faz cá e encontrar novas parcerias”.

Gui Menezes, que falava aos jornalistas no regresso de uma deslocação de dois dias aos EUA, fez um balanço “muito positivo” desta visita de trabalho, que incluiu reuniões e apresentações no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), que já é parceiro do AIR Centre, e na Universidade de Massachusetts Lowell.

“Tivemos a oportunidade de visitar vários departamentos e vários centros de investigação do MIT nas áreas do Clima, da Atmosfera, do Espaço e dos Oceanos”, disse, acrescentando que o objetivo da visita era “cativar possíveis e potenciais interesses [para desenvolver] projetos conjuntos com investigadores nacionais e também regionais nas temáticas do AIR Centre”.

“Conhecemos vários projetos de investigação que estão a decorrer no MIT e que estão em linha com áreas científicas do AIR Centre”, afirmou Gui Menezes, bem como na Universidade de Massachusetts Lowell, que ainda não é parceira do Centro Internacional de Investigação do Atlântico.

O Secretário Regional referiu que uma investigadora da Universidade de Massachusetts Lowell se mostrou interessada em colaborar com os Açores, no âmbito da Estação RAEGE, em Santa Maria, acrescentando que “o Espaço é uma área onde estas parcerias podem surgir com alguma facilidade”.

O titular das pastas da Ciência e Tecnologia referiu ainda que, no âmbito do programa do MIT Portugal, vão ser lançadas várias ‘calls’ para projetos de investigação, nomeadamente para ‘projetos semente’ (Seed proposals) e ‘Flagship Projects’, que são projetos-bandeira, em que está explicito que algumas das áreas elegíveis são as referenciadas no AIR Centre, nomeadamente Clima e Alterações Climáticas, Oceanos e Espaço.

Segundo Gui Menezes, estes projetos vão “exigir parcerias, existindo grande potencial para a ocorrência dessas parcerias”.

Nesse sentido, o Secretário Regional desafiou a comunidade científica regional para “tentar fazer parcerias com as universidades americanas para trazer projetos científicos e investigadores para os Açores” e para trabalharem em conjunto.

Nesta visita, o Secretário Regional acompanhou o Ministro da Ciência e do Ensino Superior, Manuel Heitor, tendo ainda integrado a comitiva portuguesa o Presidente da Fundação para a Ciência e Tecnologia, Paulo Ferrão, e o Diretor Executivo do AIR Centre, Joaquin Brito.

 

foto/JEdgardo Vieira

GaCS/AExpresso Online