FC Porto vê reduzida a vantagem para o segundo ao consentir um empato em Moreira de Cónegos 1-1

Desporto Nacional

Pior série dos dragões no campeonato a relançar as contas do topo da tabela classificativa. O FC Porto vai acabar a jornada no primeiro lugar, é certo, mas pode ver os rivais galgar terreno uma vez mais. Está ao rubro o pódio, tal como foi o empate em Moreira de Cónegos 1-1.

Jogo de loucos. Domínio dividido, mais Porto na primeira metade, reação sensacional do Moreirense na segunda metade. Estiveram na frente os Cónegos, com um golo de Texeira, valeu Herrera a resgatar um ponto com um tento de cabeça.

Cometeu muitos erros o conjunto azul e branco, acusou a ansiedade e pôs-se a jeito perante um Moreirense qualificado e exímio neste tipo de jogos que ficam partidos. Não é à toa que os Cónegos estão às portas da Europa, esta noite provaram-no frente ao líder da Liga.

Sem Marega, Conceição mudou também de sistema tático sendo Danilo o substituto do maliano, ganhando metros Herrera para criar com mais critério.

Texeira abriu o ativo, momento de superiorização dos Cónegos, Halliche atira à trave no primeiro remate do lance, o uruguaio adianta o Moreirense no marcador. A equipa sensação a arranjar ainda mais argumentos capazes de surpreender.

Até que já nos descontos Herrera, capitão azul e branco, resgatou um ponto de cabeça ao corresponder a um cruzamento de Otávio. Fase final de loucos, reclamaram penálti os portistas num lance entre Halliche e André Pereira já depois de Herrera ter feito o empate. Cruzamento lúcido de Otávio quando já se apostava tudo sem pensar, para o mexicano resolver.

No último fôlego Jhonatan travou a reviravolta. Mas era injusto. O Moreirense não merecia tal castigo. Sai do Berço sem chama o dragão, com dois empates recheados de desperdício antes da deslocação a Roma.

 

foto/DR

AExpresso Online