Lider do PSD/A afirma que os Açores tem a taxa de desemprego jovem mais alta do país

Política Regional
O presidente do PSD/Açores manifestou hoje preocupação pelo facto do arquipélago ter a taxa de desemprego jovem mais elevada taxa do país, tendo considerado que a governação socialista não está a aproveitar a conjuntura económica favorável a nível nacional e europeu.

“Neste momento a taxa de desemprego jovem nos Açores já atingiu os 32,7 por cento. Um em cada três jovens açorianos está desempregado”, afirmou Alexandre Gaudêncio, no final de uma reunião com a Mesa de Turismo da Câmara de Comércio e Indústria da Horta, no âmbito das jornadas parlamentares do partido.
O líder dos social-democratas açorianos, que citava os dados revelados esta semana pelo Instituto Nacional de Estatística, salientou que a elevada taxa de desemprego jovem nos Açores revela “a falência das políticas deste Governo Regional”.
“O Governo Regional não está a saber capitalizar a conjuntura favorável do resto do país e da Europa”, sublinhou.
Alexandre Gaudêncio destacou também que a taxa de desemprego na Região, no final de 2018, “ficou acima da média nacional pelo sexto ano consecutivo”.
“Não é de bom tom haver responsáveis políticos deste Governo Regional a dizer que tudo é um ‘mar de rosas’. Apesar de uma diminuição, a evolução dos dados do desemprego nos Açores não está a acompanhar o resto do país”, considerou.
O presidente do PSD/Açores acrescentou que o partido “está a trabalhar em propostas credíveis” em matéria de emprego, “de forma a apresentar-se como alternativa em 2020 e fazer com que a Região mude de rumo”.
foto/JEdgardo Vieira
AExpresso Online