PSD/A quer apurar responsabilidades políticas na suspensão de cirurgias no Hospital de Ponta Delgada

O PSD/Açores requereu um debate de urgência no parlamento sobre a suspensão de cirurgias programadas no Hospital de Ponta Delgada, com o objetivo de apurar as “responsabilidades políticas” do Secretário Regional da Saúde na situação.

“Segundo a direção clínica do Hospital do Divino Espírito Santo, as cirurgias foram suspensas porque a tutela ignorou os sucessivos alertas para os problemas da unidade hospitalar, continuando sem haver uma solução nos cuidados primários e na comunidade que permita libertar as camas ocupadas com casos sociais e de cuidados continuados”, referiram os social-democratas.
Para o grupo parlamentar do PSD/Açores, “as graves consequências desta situação para os utentes exigem o apuramento de responsabilidades políticas, atendendo à denúncia feito pela direção clínica do hospital”.
Os deputados social-democratas lembram que a suspensão das cirurgias programadas no Hospital do Divino Espírito Santo é “recorrente”, dado que já tinha acontecido em março de 2018.
“A falta de resposta do Secretário Regional da Saúde às necessidades do Hospital do Divino Espírito Santo põe em causa o bem-estar dos utentes e prejudica o trabalho dos profissionais de saúde, que tudo têm feito para atenuar os problemas existentes”, afirmaram os parlamentares do PSD/Açores.
O debate de urgência sobre a suspensão de cirurgias no Hospital de Ponta Delgada realiza-se na sessão plenária de fevereiro do parlamento açoriano, que decorre na próxima semana na Horta.
foto/JEdgardo Vieira
AExpresso Online