Santa Clara perde na visita ao Bessa por 0-1

Foi uma partida suada, complicada, na qual os protagonistas se alongaram na hora de mexer as peças. Acabou por ficar decidida através por automutilação de Patrick a determinar o vencedor. O lateral-brasileiro derrubou Mateus dentro da área e deixou Rafael Costa com via aberta para a vitoria final.

No entanto, até ao minuto 59 – altura da grande penalidade convertida pelo médio do Boavista – o Santa Clara apresentou-se melhor. Com uma ideia de jogo vincada, os açorianos nunca abdicaram de sair a jogar desde trás. Conseguiram chegar com relativa facilidade a zonas adiantas, contudo, deixaram sempre a desejar na hora de definir perto da área contrária.

Por sua vez, o Boavista concedeu a iniciativa de jogo ao adversário, baixou as linhas e, quando ganhou a bola, procurou sair pelos corredores, usando a velocidade de Matheus Índio ou de Mateus. E tentou espremer o mais possível os lances de bola parada.

A grande penalidade de Rafael Costa, que deu vantagem ao Boavista, alterou o rumo do jogo. Os axadrezados libertaram-se das amarradas, apresentaram mais fluidez e, naturalmente, ficaram muito perto do 2-0. Outra vez Mateus na génese do lance – o melhor em campo -, isolou Falcone que fez o mais difícil: fez a bola embater nos dois postes. A vantagem mínima acalentou a esperança do Santa Clara em resgatar um ponto.

João Henriques arriscou, inclusive deixou Fábio Cardoso como avançado nos minutos finais, e por pouco não foi feliz. No último lance do jogo, Pineda viu Helton Leite roubar-lhe o empate.

foto/DR

AExpresso Online