André Bradford defende que os apoios específicos para as Universidades das Ultraperiferias têm de ser uma realidade

Parlamento Europeu Política Regional

“É a União Europeia que reconhece que as Universidades das Ultraperiferias beneficiam do facto de estarem integradas em laboratórios naturais, onde há determinadas áreas de investigação que estão.

Por isso, muito favorecidas (como o clima, a sustentabilidade ou o mar profundo) – agora é preciso é criar, a nível europeu, os mecanismos de apoios específicos para que se tire partido dessa realidade”, afirmou André Bradford no fim do encontro com João Luís Gaspar.

O candidato do PS/Açores ao Parlamento Europeu reuniu esta quarta-feira com o Reitor da Universidade dos Açores, com quem abordou questões relativas aos programas de financiamento da investigação e mobilidade estudantil jovem.

Sobre matérias relacionadas com financiamento e apoios à Ciência e Investigação, em que “a Universidade dos Açores é o parceiro ideal”, foram abordados os desafios que se colocam com o novo programa – Horizonte Europa – “que poderá disponibilizar cerca de 97 mil milhões de euros, em termos globais, para projetos de investigação em áreas que são, em boa medida, coincidentes com as de interesse específico da Região”, acrescentou. André Bradford referia-se às alterações climáticas, à sustentabilidade e ao mar, entre outras áreas, em que a Região “tem muito potencial para melhorar o aproveitamento dos fundos existentes”.

A mobilidade dos jovens também foi um tema em análise no encontro, tendo em conta que a União Europeia vai reforçar os apoios aos programas de intercâmbio, como o “Erasmus”, cuja procura tem aumentado na Universidade dos Açores: “O desafio aqui é, perante um próximo quadro comunitário que vai aumentar as verbas para o programa fazer com que isso seja também uma alavanca no sentido dos jovens açorianos tirarem mais e melhor partido das mais-valias do projeto europeu”.

 

foto/DR

AExpresso Online