Proteção Civil dos Açores organiza exercício ‘Touro 2019’ no Pico para testar eficiência na resposta em situação de sismo

Regional SRPCBA

O Presidente do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA) anunciou hoje, em Angra do Heroísmo, que a quinta edição do exercício ‘Touro’ vai decorrer a 6 e 7 de julho, na ilha do Pico, simulando a resposta a um sismo de origem vulcânica.

Carlos Neves, que falava aos jornalistas à margem da apresentação do ‘Touro19’, realçou que este é “o exercício de maior dimensão” realizado pelo SRPCBA, que pretende reunir todas as entidades e agentes de Proteção Civil, envolvendo cerca de 300 operacionais.

“Este exercício é anual e está dentro do nosso planeamento de exercícios. Tentamos sempre criar um cenário o mais real possível, face aos riscos e ameaças que atingem o nosso arquipélago. Pretendemos também treinar, neste caso, a coordenação do desempenho das diversas entidades”, acrescentou.

Neste exercício, serão simulados pedidos de socorro de cidadãos, habitações destruídas, estradas obstruídas, populações isoladas, evacuações de populações, pessoas desaparecidas e outros acidentes e incidentes que se enquadrem numa situação de sismo.

O exercício, que deverá envolver duas centenas de operacionais de, pelo menos, 25 entidades e cerca de 100 figurantes, terá a duração de 72 horas, com movimentação de meios no terreno durante 24 horas, destacando-se três cenários de grandes dimensões, um em cada concelho da ilha (Madalena, São Roque e Lajes), e, pela primeira vez, a evacuação de toda a população de uma parte de uma freguesia.

Por outro lado, nesta edição, segundo o Presidente do SRPCBA, pretende-se também proporcionar a oportunidade para que as câmaras municipais ativem as suas comissões municipais de Proteção Civil.

Para além dos sete corpos de bombeiros do Grupo Central, estarão envolvidas as direções regionais da Saúde, do Turismo, das Obras Públicas e Comunicações, da Habitação, do Ambiente, dos Recursos Florestais e dos Assuntos do Mar, assim como o Laboratório Regional de Engenharia Civil, o Instituto da Segurança Social dos Açores, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores e a Portos dos Açores.

O exercício também envolverá as câmaras municipais da Madalena, São Roque do Pico e Lajes do Pico, através dos seus serviços municipais de Proteção Civil, o Comando Operacional dos Açores, através dos seus diferentes ramos e valências, bem como a PSP, a GNR, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, as associações de Radioamadores, a Junta Regional do Corpo Nacional de Escuteiros, a Associação de Escoteiros de Portugal e a Associação de Guias.

 

foto/GaCS

AExpresso Online