Governo Regional confirma fim da operação da Delta para Ponta Delgada

A secretária do Turismo do Governo dos Açores confirmou hoje que a companhia aérea Delta Airlines vai deixar de ligar Nova Iorque a Ponta Delgada, sublinhando que a região “tudo” fez “no sentido de a decisão não ser esta”.

Confirma-se, a Delta deu nota formal ontem terça-feira da descontinuação da operação no próximo verão entre Ponta Delgada e Nova Iorque, numa operação de maio a setembro. Apesar de taxas de ocupação acima dos 80%, a Delta alega que a rentabilidade da operação se encontra abaixo” do esperado, “não colocando de parte” uma eventual reanálise no futuro, disse Marta Guerreiro, em declarações aos jornalistas na Praia da Vitória, na ilha Terceira, à margem de uma visita de trabalho do executivo açoriano.

A Antena 1/Açores avançou hoje de manhã que a Delta iria deixar cair a operação para os Açores.

Para Marta Guerreiro, este “não é um problema de falta de investimento” na promoção turística dos Açores, até porque tem havido “aumento do interesse pelo destino”.

“Estamos já a reagir, interessa continuar a investir na notoriedade da região, neste mercado e noutros”, sublinhou ainda a governante com a tutela do Turismo no executivo açoriano.

Mas reconheceu: “Não é uma notícia que gostássemos de ter, mas temos de percebê-la no seu contexto global” e no contexto da Delta, empresa privada com uma “lógica empresarial muito própria”.

A companhia norte-americana Delta Airlines começou em maio de 2018 a voar para os Açores, ligando Ponta Delgada ao Aeroporto John F. Kennedy, em Nova Iorque, e arrancou a operação com cinco voos por semana com um Boeing 757-200ER, com capacidade para 199 passageiros.

foto/DR

Lusa/AExpresso Online